quinta-feira, 13 de abril de 2017

PAIXÃO DE CRISTO 2017


14 de Abril de 2017 hoje lembramos da Sexta Feira Santa Paixão de Cristo Louvado seja o Santo e Bendito Nome do Senhor !!

quarta-feira, 12 de abril de 2017

105 ANOS DO NAUFRÁGIO DO TITANIC


15 de Abril de 2017 ,lembramos do trágico naufrágio do maior navio do mundo o titanic de fabricação e construção britânica o titanic teve a sua viagem inaugural em em 1912 Em 15 de abril de 2017 o titanic completa 105 anos de seu naufrágio com mais de 1500 vidas humanas perdidas ,triste relato para a memória de todos nós seres humanos.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Marechal do Ar EDUARDO GOMES


Vemos o Então e lendário Marechal do Ar EDUARDO GOMES O livro "Brigadeiro Eduardo Gomes, Trajetória de um Herói", obra escrita pelo jornalista Cosme Degenar Drumond é uma biografia do Patrono da Força Aérea Brasileira, duas vezes Ministro da Aeronáutica e precursor do Correio Aéreo Nacional (CAN).

AVIADORA DA FAB


Carla Borges, de 28 anos, fez parte da primeira turma de mulheres do curso de pilotos da FAB. Na Base de Santa Cruz, no Rio, ela tornou-se a primeira brasileira treinada para missões de ataque no comando de um avião de guerra, o jato AMX.

AVIADORA BRASILEIRA ADA ROGATO


Ada Leda Rogato (São Paulo, 22 de dezembro de 1910— São Paulo, 15 de novembro de 1986) foi uma pioneira da aviação no Brasil. Foi a primeira mulher a obter licença como paraquedista, a primeira volovelista (piloto de planador) e a terceira a se brevetar em avião Também se destacou pelas acrobacias aéreas e foi a primeira piloto agrícola do país. Voando em aeronaves de pequeno porte e – ao contrário de outras famosas aviadoras – sempre sozinha, a fama nacional e internacional cresceu a partir dos anos 1950, graças à ousadia cada vez maior das proezas, que fizeram dela: A primeira piloto brasileira a atravessar os Andes; feito realizado por onze vezes, ida e volta, em 1950 A única aviadora do mundo, até 1951, a cobrir uma extensão de 51.064 km em voo solitário pelas três Américas, chegando até o Alasca; o trajeto levou aproximadamente 6 meses; A primeira a atingir o aeroporto de La Paz, na Bolívia, o mais alto do mundo até então (1952), com um avião de apenas 90 HP – feito inédito na história da aviação boliviana; O primeiro piloto, homem ou mulher, a cruzar a selva amazônica - o temido "inferno verde" - em um pequeno avião, sem rádio, em voo solitário, apenas com uma bússola (1956) Filha única do casal de imigrantes italianos Mariarosa Greco e Guglielmo Rogato, naturais de San Marco Argentano, na Calábria, Ada recebeu dos pais a mesma educação dada à maioria das moças da época, para torná-las "prendadas" – além do colégio, aulas de piano e pintura -, mas a ambição ia além: queria aprender a voar. E não abandonou a meta mesmo quando os pais se separaram e ela teve de ajudar a mãe não só nas atividades domésticas como em bordados e trabalhos artesanais para se sustentar.

AVIADORA BRASILEIRA ANÉSIA PINHEIRO MACHADO


Anésia Pinheiro Machado .,A primeira mulher a realizar um voo solo no Brasil também nasceu em Itapetininga. Na cidade, não são tantos os que se lembram do feito de Anésia Pinheiro Machado, que teve a memória perpetuada numa estátua em bronze na região central. A aviadora nasceu em junho de 1902, e faleceu em maio de 1999. Cremada, ela teve as cinzas depositadas em urna que se encontra guardada no Museu do Cabangú, município de Santos Dumont, Minas Gerais. Anésia começou seus estudos na aviação em dezembro de 1921, na cidade se São Paulo. Teve o interesse despertado para voar ainda criança. Em 17 de março de 1922, já faria seu primeiro voo solo numa aeronave Caudron - G3. Um Mês depois, recebe o brevet internacional de número 77 da Federação Aeronáutica internacional (FAI) pelo Aeroclube do Brasil. Em setembro do mesmo ano, realiza o voo interestadual entre São Paulo e Rio de Janeiro, em comemoração ao Centenário da lndependência. Tornou-se a primeira "raid woman" ("mulher veloz", no jargão aeroviário) brasileira. Graças à proeza, foi cumprimentada pelo próprio Alberto Santos Dumont por meio de carta. Em julho de 1924, Anésia participa da Revolução junto com os capitães Joaquim, Juarez Távora e Índio do Brasil, com os quais foi presa e, posteriormente, liberada por golpe de revoltosos. Em meados de 1939, retoma as atividades aeronáuticas, voando a Porto Seguro para receber Gago Coutinho.

AVIADORA BRASILEIRA THEREZA DI MARZO


(São Paulo, 4 de agosto de 1903 — São Paulo, 9 de fevereiro de 1986) foi uma pioneira da aviação. Compartilha com Anésia Pinheiro Machado e Ada Rogato a honra de ter sido uma das primeiras brasileiras a pilotar um avião. Foi a primeira aviadora brevetada do Brasil, com brevê de número 76, outorgado reconhecido pelo Aeroclube do Brasil e pela Federação Aeronáutica Internacional, que em 1922 homologava os breves expedidos no mundo. Anésia Pinheiro Machado foi a segunda aviadora do Brasil, com breve de número 77, pois só realizou suas provas de pilotagem um dia depois de Teresa. Eu Prof./Ch.William, às conheci pessoalmente no Parque de material da aeronáutica de são paulo no lendário PAMA SP foi na ocasião aonde eu estava lotado e tinha a responsabilidade de constituir a organização da tropa de escoteiros do ar do 219/SP grupo escoteiro do ar major brigadeiro do ar " JOSÉ VICENTE FARIA LIMA " lá na vila dos oficiais da FAB no PAMA SP Diga-se de passagem as Senhoras idosas Thereza di Marzo e Ada Rogato muito bem humoradas e uns amores de pessoas humanas participaram das atividades dos escoteiros do Ar . Tudo isso aconteceu em outubro de 1974.

quarta-feira, 29 de março de 2017

BREVE RESUMO DA 1 e 2 PARTE DA BIOGRAFIA DO CHEFE WILLIAM


BREVE RESUMO DA 1 e 2 PARTE DA BIOGRAFIA DO CHEFE WILLIAM William Saghi Chahud. , Brasileiro Natural de São Paulo SP ,nascido no bairro de santana à rua voluntários da pátria, 1223 no dia 29 de janeiro de 1953 uma quinta feira as 15,15 horas em uma linda tarde de verão . Filho da senhora dona Julieta e do senhor Elias ,é o primogênito da Família Chahud da 2 segunda geração neto de Sírios do norte da República Árabe Síria . Já por parte da família Saghi também é da 2 segunda geração é neto de avô libanês e de Avó da cidade de hons da República Árabe Síria . Teve uma infância simples como a de todas as crianças do seu tempo o William tem uma irmã 3 anos mais nova. Aos cinco anos de idade o pequeno William ficou muito encantado com o desfile cívico do dia 7 de setembro nos baixos do viaduto do chá por ver os militares do exército, marinha e aeronáutica e de poder assistir o desfile dos Escoteiros daF.B.E.Ar e da UEB . Já estudando no grupo escolar que ficava nas dependências da igreja nossa senhora da salette no alto de santana ,dois anos depois se transferiu para o instituto luiza de marillac à rua voluntários da pátria ,1612 também no bairro de santana . Aos 6 anos completos o senhor seu Pai ,o levou para o apresentar aos membros do grupo escoteiro e por se tratar de ser um garoto alto e bem apanhado foi aceito na Associação de Escoteiros do Ar “ Bartolomeu de Gusmão “ ,lá nos baixos da capela da Virgem Maria Imaculada Conceição ,aonde ficava lotado o Grupo Escoteiro do Ar, à Avenida General Ataliba Leonel 1337 carandiru São Paulo SP Os senhores membros da direção do grupo escoteiro do ar , o pequeno William foi apresentado a alcatéia dos lobinhos e a jovem Akelá Edhite Miiller o pequeno William foi apresentado ao primo da matilha preta e pelo primo o pequeno William foi apresentado aos demais membros da matilha como o novo pata tenra ,isto aconteceu em fevereiro de 1959. Naquele tempo o chefe geral da associação de escoteiros do ar Bartolomeu de Gusmão ,era o antigo chefe Pires . O pequeno William ,foi crescendo e sempre gostou muito de futebol ,passou a jogar futebol de salão na ACM Associação Cristã de Moços , na rua Nestor Pestana ,centro da cidade de São Paulo . No dia 05 de Agosto de 1959 o pequeno William realizou sou promessa de lobinho ,que teve um padrinho muito importante . Em Outubro de 1963 o pequeno William foi transferido em cerimonial para a tropa dos escoteiros aonde foi muito bem recebido por todos da tropa e ele foi apresentado ao monitor da patrulha morcego ,o monitor o apresentou aos membros da patrulha como o novo membro noviço. Em 05 de Agosto de 1964 o pequeno William ,realizou a promessa dos escoteiros que também contou com a presenta do padrinho muito importante .,o pequeno William gostava muito de acampamentos realizando vários além de realizar grandes jornadas. O tempo foi passando ,o William crescendo ,sempre dedicado aos estudos no grupo escolar era um convento de freiras e fez o ginásio também em outro convento de freiras ,que deu ao o pequeno William e sua irmã , um elevado grau de entendimento sobre a fé e a crença católica. (é bom que seja declinado que o pequeno William quando nasceu em 29 de Janeiro de 1953) ele foi batizado na igreja ortodôxa síria à rua 25 de Março em São Paulo SP Aos 8 anos de idade o pequeno William realizou a sua primeira comunhão na igreja católica de nossa senhora da Salette . Em 1969 o jovem William foi convocado para as forças Armadas do Brasil e mesmo assim sempre que tinha algum tempo livre aparecia no grupo escoteiro do ar Bartolomeu de Gusmão e participava de algumas atividades. Eu já estava lotado nas forças Armadas do Brasil Fizemos a infantaria e aviação e aprendemos muito mais muito mesmo foram longos anos. Eu estava com 16 anos eu estava iniciando o 2 ano do curso de cientifico (hoje é 2 grau) Eu estudava no Colégio de Padres Dom Bosco lá no bom retiro ,próximo ao sagrado Coração de Jesus . Naquele tempo o Brasil era outro ,havia progresso e muito ordem também, eu terminei os estudos por correspondência pois não podia frequentar as aulas presente , só os exames finais é que eu estive presente no colégio. Naquele tempo já falávamos o LATIM , era exigência da escola afinal era um colégio de padres. Ainda me lembro dos bons ensinamentos do meu primeiro chefe Escoteiro Chefe EUGÊNIO LOPES ,era um homem bom muito educado gentil com todos nós garotos ,ele nos falava sempre para acreditarmos no Brasil ,pois nós Escoteiros pequenos ele dizia para cada um de nós para Estudarmos sempre ,para que cada um de todos nós fosse através dos estudos sermos melhores em tudo na vida fosse qual fosse a profissão eu e muitos outros meninos Escoteiros fomos crescendo ouvindo sempre também os ensinamentos dos Senhores nossos Pais, sempre muito útil e de grande valor . Também me lembro muito das sábias palavras e ensinamentos do saudoso e lendário chefe ALCIDES GABRIEL BRANCO , um homem extremamente educado ,reto em seus valores éticos e morais uma pessoa sempre muito afável de muito bom caráter ,sempre nos ensinando como nos portar ,transmitia ensinamentos sobre a educação, dignidade e honra ,valores fundamentais para quem ensina crianças e jovens , ele foi sem duvida alguma um bom exemplo para todos nós crianças a jovens adolescentes. Lembro-me com muitas saudades também do nosso lendário e saudoso chefe Jayme Janeiro Rodriguês ,também vivia nos ensinando sobre o movimento Escoteiro em particular eu tive a honra e o privilégio de gozar da amizade da família janeiro eu conheci e tive amizade com os filhos de chefe Janeiro e da Senhora dona Adelaide Lopes Rodriguês , Esposa do Chefe janeiro . Também lembro-me com muitas saudades do lendário e saudoso chefe Judcy Vinco Isaac. Foi o chefe Judcy quem me ensinou mais de 80 % que aprendi sobre técnicas mateiras amarras, além muito sobre o movimento Escoteiro. Ele tinha um elevado conhecimento sobre as atividades na selva , acampamento suspenso e tudo que fosse relacionado com pioneiras pequenas médias e grandes ele foi sempre um profundo conhecedor do assunto. Chefe Judcy também foi um grande conhecedor da aviação civil também praticava aeromodelismo e foi o Criador do CATAR no seu 40/SP Grupo Escoteiro do Ar “ Major Brigadeiro do Ar GODOFREDO VIDAL “ nas dependências da base aérea de São Paulo Cumbica Brasil . Muito importante declinar em 1968 eu passei a Tropa Sênior do Lendário e Saudoso Chefe Beijamim Pereira era o tipo de homem que tinha maturidade e grande conhecimento sobre a vida também nos ensinou muito !!

HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA


São Paulo.,30 de Março de 2017 Estudo 1 Aula 1 Língua Portuguesa A historia da língua portuguesa é a história da evolução da língua portuguesa desde a sua origem no noroeste da península ibérica até ao presente, como língua Oficial falada em Portugal e em vários países de expressão portuguesa. Em todos os aspectos-fonética, morfologia, léxico e sintaxe – o português é essencialmente o resultado de uma evolução orgânica do Latim Vulgar traduzido por colonos romanos no século III a.c. ,com influências menores de outros idiomas. O português arcaico desenvolveu-se no século V a.c., após a queda do Império Romano e as invasões bárbaras como um dialeto românico ,o chamado galego português, que se diferenciou de outras línguas românicas ibéricas. Usado em documentos escritos desde o século IV, o galego português tornou-se uma linguagem madura no século XIII com uma rica literatura . Em 1290 foi decretado Língua Oficial do reino de Portugal pelo rei D. Dinis I .O salto para o português moderno dá-se no renascimento, sendo o Cancioneiro Geral de Garcia de Resende (1516) considerado o marco do seu inicio .A normatização da língua foi iniciada em 1536,com a criação das primeiras ,gramáticas ,por Fernão de Oliveira e João de Barros. A partir do século XVI, com a expansão da era dos descobrimentos , a história da língua portuguesa deixa de decorrer exclusivamente em Portugal, abrangendo o português europeu e o português internacional . Em 1990 foi firmado um tratado internacional com o objetivo de criar uma ortografia unificada , o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990 ,assinado por representantes de , Angola ,Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe, Timor Leste .

CORONEL AVIADOR P.M. " JOÃO NEGRÃO "


8 de Março de 1997 Foi constituído e organizado e fundado o então 272/SP Grupo Escoteiro do Ar CORONEL AVIADOR P.M. " JOÃO NEGRÃO " João Negrão (São Paulo, 2 de abril de 1901 - São Paulo, 31 de maio de 1978) foi um militar brasileiro João Negrão foi um militar da Força Pública do Estado de São Paulo, atual Polícia Militar do Estado de São Paulo, que participou da heroica travessia do Oceano Atlântico a bordo hidroavião Jahú (1926 - 1927), pilotado pelo comandante João Ribeiro de Barros. João Negrão era seu co-piloto na travessia, em substituição a Arthur Cunha que havia se desentendido com a equipe e sido excluído. Na época ele tinha vinte e seis anos de idade e era tenente aviador da Esquadrilha da Aviação da Força Pública de São Paulo. Foi constituído o referido Grupo Escoteiro do Ar , no instituto florestal da capital Horto Florestal de São Paulo Capital SP Os Escoteiros do Horto florestal como eram chamados e conhecidos tinha no comando o então veterano e saudoso chefe Escoteiro do Ar William Saghi Chahud. Em Março de 2017 foi lembrado os 20 anos de criação do 272/SP Grupo Escoteiro do Ar Coronel Aviador P.M. JOÃO NEGRÃO .

segunda-feira, 27 de março de 2017

20 ANOS DO PASSAMENTO DO SENHOR MEU PAI


Elias Chahud., Senhor meu pai , na foto aparece também a minha irmã ,ao seu lado foto tirada a muitos anos tempo de infância de minha irmã . Se o Senhor meu pai fosse vivo ele nesta data 27 de Março de 2017 estaria completando 90 anos de idade. Que o nosso bom DEUS de Misericórdia Abençoe a vossa alma ai no céu no reino de DEUS!! Louvado seja o Santo e Bendito nome do Senhor meu DEUS de Misericórdia!! Saudades meu Pai. Saudades !!

quarta-feira, 22 de março de 2017

WILLIAM SAGHI CHAHUD - EU TINHA 4 ANOS DE IDADE


Esta foto eu tinha 4 anos de idade ,ela foi tirada no studio foto recreio ,do Senhor meu avô materno,minha querida Mãe sempre atenta para que eu fosse fazer alguma pose para ser fotografado. Foto tirada em preto e branco e retocada levou cerca de 10 dias para ficar pronta ,mais valeu apena !!

segunda-feira, 20 de março de 2017

Os Dez mandamentos 2006 Dulblado Portugues


Os Dez mandamentos 2006 Dublado Português Sinopse: Mais uma vez é contada a clássica história de Moisés guiando o povo judeu à terra prometida. Depois de ser encontrado em um rio, flutuando dentro de uma cesta ainda bebê, o homem que se tornaria o líder do povo hebreu é resgatado por uma princesa egípcia e criado dentro de todo o conforto que a riqueza pode oferecer. Isso, até o dia em que tem uma revelação divina. Sob o comando de Deus, ele percebe que a sua real missão na terra é libertar seu povo, feito escravo pelas mãos dos líderes egípcios. Estamos no Período da Quaresma Assista os filmes e conheça toda a verdade da Biblia Sagrada!!

domingo, 12 de março de 2017

12 DE MARÇO COMEMORA-SE O DIA DO BIBLIOTECÁRIO NO BRASIL


O Dia do Bibliotecário é comemorado no dia 12 de março, e foi instituído no dia 12 de abril de 1980 pelo Decreto nº 84.631, para ser comemorado em todo o território nacional. Origem do Dia do Bibliotecário O Dia do Bibliotecário é comemorado no dia 12 de março, porque era a data do nascimento do bibliotecário Manuel Bastos Tigre, que foi considerado o primeiro bibliotecário concursado do Brasil. Manuel Tigre Transferido trabalhou durante muitos anos na Biblioteca Central da Universidade do Brasil, na qual trabalhou e depois tornou-se Diretor, mesmo depois de aposentado.

sábado, 4 de março de 2017

08 DE MARÇO COMEMORAMOS O DIA INTERNACIONAL DA MULHER !!


08 de Março de 2017 Comemoramos nesta data um dos dias muito importânte 08 de Março comemoramos o dia internacional da mulher Mãe,Esposa, Namorada.,Filha,Nora,Sogra,Avó, Falar de Mulher é tudo de bom em nossas vidas por isso mesmo este humilde professor e amigo de todas vocês mulheres . Presto uma humilde porem cheio de importância e Gratidão a vocês minhas queridas e lindas mulheres. A Todas as mulheres do Brasil e do mundo todo, recebas a minha maior admiração toda a minha gratidão por participarem de uma forma direta ou não da vida de nós homens . recebam todas vocês queridas mulheres o meu mais profundo carinho ternura AMOR e muito Respeito por tudo de BOM que vocês são e representam Muito obrigado Beijos Prof.William

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Cançao Do Ajuri Nacional Trio Irakitan


Cançao Do Ajuri Nacional Trio Irakitan Cançao Do Ajuri Nacional Trio Irakitan Letras: Viemos do norte, do sul e do leste, viemos do oeste, de todo Brasil. Das praias, dos papas, Dos campos dos montes e Dos horizontes de todo Brasil. Das grandes cidades, Das vilas mais belas, Das casas singelas De todo Brasil. Mochila nas costas bandeiras ao vento Para o acampamento de todo o Brasil O Ajuri Nacional, Do Rio de Janeiro, É o marco triunfal do ano escoteiro, Comemoramos o centenário de Baden Powel o fundador, E do escotismo o cinqüentenário, Do acampamento da Ilha de Browsea, Na Ilha do Governador. Se ele é gaúcho. Você do amazonas, De baixo da lona são todos irmãos Qualquer cor ou classe, Qualquer raça ou credo Despertam bem cedo são todos irmãos Fazendo a comida universitários Peões e operários São todos irmãos Nascido em palácio, nascido em favela Lavando a panela, são todos irmãos O Ajuri Nacional, Do Rio de Janeiro, É o marco triunfal do ano escoteiro, Comemoramos o centenário de Baden Powel o fundador, E do escotismo o cinqüentenário, Do acampamento da Ilha de Browsea, Na Ilha do Governador.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

LOUVADO SEJA A VIRGEM MARIA APARECIDA


Composição: Roberto Carlos / Erasmo Carlos Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar Que as pedras do meu caminho Meus pés suportem pisar Mesmo ferido de espinhos me ajude a passar Se ficaram mágoas em mim Mãe tira do meu coração E aqueles que eu fiz sofrer peço perdão Se eu curvar meu corpo na dor Me alivia o peso da cruz Interceda por mim minha mãe junto a Jesus Nossa Senhora me de a mão Cuida do meu coração Da minha vida do meu destino Nossa Senhora me dê a mão Cuida do meu coração Da minha vida do meu destino Do meu caminho Cuida de mim Sempre que o meu pranto rolar Ponha sobre mim suas mãos Aumenta minha fé e acalma o meu coração Grande é a procissão a pedir A misericórdia o perdão A cura do corpo e pra alma a salvação Pobres pecadores oh mãe Tão necessitados de vós Santa Mãe de Deus tem piedade de nós De joelhos aos vossos pés Estendei a nós vossas mãos Rogai por todos nós vossos filhos meus irmãos Nossa Senhora me de a mão Cuida do meu coração Da minha vida do Meu destino Do meu caminho Cuida de mim...

sábado, 18 de fevereiro de 2017

21 DE FEVEREIRO COMEMORA-SE OS 72 ANOS DA TOMADA DO MONTE CASTELO PELA FEB


Canção do Expedicionário Brasileiro, música composta especialmente para a FEB - Força Expedicionária Brasileira que embarcou para a Itália para combater contra o alemães na Segunda Guerra Mundial. Canção do Expedicionário Brasileiro, música composta especialmente para a FEB - Força Expedicionária Brasileira que embarcou para a Itália para combater contra o alemães na Segunda Guerra Mundial.

21 DE FEVEREIRO 72 ANOS DA TOMADA DO MONTE CASTELO PELA FEB


A Batalha de Monte Castelo (ou Monte Castello) foi travada ao final da Segunda Guerra Mundial, entre as tropas aliadas e as forças do Exército Alemão, que tentavam conter o seu avanço no Norte da Itália. Esta batalha marcou a presença da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no conflito. A batalha arrastou-se por três meses, de 24 de novembro de 1944 a 21 de fevereiro de 1945, durante os quais se efetuaram seis ataques, com grande número de baixas brasileiras devido a vários fatores. Quatro dos ataques não tiveram êxito, por falhas de estratégia. A Batalha de Monte Castelo (ou Monte Castello) foi travada ao final da Segunda Guerra Mundial, entre as tropas aliadas e as forças do Exército Alemão, que tentavam conter o seu avanço no Norte da Itália. Esta batalha marcou a presença da Força Expedicionária Brasileira (FEB) no conflito. A batalha arrastou-se por três meses, de 24 de novembro de 1944 a 21 de fevereiro de 1945, durante os quais se efetuaram seis ataques, com grande número de baixas brasileiras devido a vários fatores. Quatro dos ataques não tiveram êxito, por falhas de estratégia. O Brasil na 2 Guerra Mundial - A Força Expedicionária Brasileira na Itália (Documentário Completo)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Robert Stephenson Smyth Baden-Powell


Robert Stephenson Smyth Baden-Powell (Londres, 22 de Fevereiro de 1857 — Nayrobi 8 de Janeiro de 1941) foi um tenente-general do Exército Britânico, fundador do escutismo. Seu pai era o reverendo Baden Powell, professor catedrático em Oxford. Sua mãe era filha do almirante inglês W. T. Smyth. Seu bisavô, Joseph Brewer Smyth, tinha ido como colonizador para Nova Jersey (Estados Unidos) mas voltou para a Inglaterra e naufragou na viagem de regresso. Seu pai morreu quando Robert Baden-Powell tinha apenas 3 anos, deixando a sua mãe com sete filhos, dos quais o mais velho tinha 12 anos e o mais novo apenas 1 mês de vida. Robert viveu uma bela vida ao ar livre com seus quatro irmãos, excursionando e acampando com eles em muitos lugares da Inglaterra. Em 1870 Baden-Powell (B-P) ingressou na Escola Charterhouse em Londres com uma bolsa de estudos. Não era um estudante que se destacasse especialmente dos outros, mas era um dos mais vivos. Após a Segunda guerra mundial, O nome de Robert foi encontrado no Livro Negro, sendo ele também, um dos alvos do Terceiro Reich.

AS DEZ LEIS DO ESCOTEIRO


As dez leis do escoteiro

PALAVRAS DE BADEN-POWELL


Palavras de Baden-Powell

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

22 DE FEVEREIRO NASCIMENTO DO LORD ROBERT BADEN-POWELL


Robert Stephenson Smyth Baden-Powell (Londres, 22 de Fevereiro de 1857 — Nayrobi 8 de Janeiro de 1941) foi um tenente-general do Exército Britânico, fundador do escutismo. Seu pai era o reverendo Baden Powell, professor catedrático em Oxford. Sua mãe era filha do almirante inglês W. T. Smyth. Seu bisavô, Joseph Brewer Smyth, tinha ido como colonizador para Nova Jersey (Estados Unidos) mas voltou para a Inglaterra e naufragou na viagem de regresso. Seu pai morreu quando Robert Baden-Powell tinha apenas 3 anos, deixando a sua mãe com sete filhos, dos quais o mais velho tinha 12 anos e o mais novo apenas 1 mês de vida. Robert viveu uma bela vida ao ar livre com seus quatro irmãos, excursionando e acampando com eles em muitos lugares da Inglaterra. Em 1870 Baden-Powell (B-P) ingressou na Escola Charterhouse em Londres com uma bolsa de estudos. Não era um estudante que se destacasse especialmente dos outros, mas era um dos mais vivos. Após a Segunda guerra mundial, O nome de Robert foi encontrado no Livro Negro, sendo ele também, um dos alvos do Terceiro Reich.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

MARINHA DO BRASIL NO LIBANO


Atuação da Marinha do Brasil na força de paz no Líbano (UNIFIL) - Documentário

MEU ANIVERSÁRIO !!


Pela primeira vez na minha vida ,eu fui desprezado e colocado a margem eu fiz aniversário no dia 29 de Janeiro de 2017 ,e não recebi os cumprimentos de minha irmã e menos ainda de meus dois sobrinhos. justamente eu que sempre os tratei dignamente sempre cumprimentei minha irmã e sobrinhos nos aniversários de cada um e sempre que pude dei presentes também. Parece que quanto mais se vive mais se aprende e devemos ser fortes pois o desprezo vem sempre das pessoas que apendemos a confiar e honrar ,que pena!! Mais este aprendizado na minha vida. ,devo agradecer a DEUS todo poderoso por mostrar mais este lado da vida .

sábado, 28 de janeiro de 2017

HINO DOS AVIADORES BRASILEIROS


Hino dos Aviadores Brasileiros e da Força Aérea Brasileira. Hino dos Aviadores Brasileiros Letra: Cap Armando Serra de Menezes Música: Cap João Nascimento "Vamos filhos altivos dos ares Nosso voo ousado alçar Sobre campos, cidades e mares Vamos nuvens e céus enfrentar D´astro rei desafiamos os cimos Bandeirantes audazes do azul Às estrelas de noite subimos Para orar ao Cruzeiro do Sul Contato, companheiros! Ao vento sobranceiros Lancemos o roncar Da hélice a girar Mas se explode o corisco no espaço Ou a metralha na guerra rugir Cavaleiros do século do aço Não nos faz o perigo fugir Não importa a tocaia da morte Pois que a pátria dos céus o altar Sempre erguemos de ânimo forte O holocausto da vida a voar Contato, companheiros! Ao vento sobranceiros Lancemos o roncar Da hélice a girar!

Comemora-se em 20 de Janeiro de 2017 os 76 anos de criação do ministério da aeronáutica em 20 de Janeiro de 1941


A criação do Ministério da Aeronáutica e as Forças Aéreas Nacionais, com a fusão do Corpo de Aviação da Marinha e a Arma de Aeronáutica do Exército, ocorreu em 20 de janeiro de 1941. Quatro meses mais tarde. em 22 de maio de 1941, as Forças Aéreas Nacionais passam a denominar-se FORÇA AÉREA BRASILEIRA (FAB). Inicialmente seu acervo foi constituído pelo equipamentos existentes nas duas armas aéreas, Marinha e Exército, composto de uma variada gama de aviões procedentes de diversos países, como Estados Unidos, Inglaterra, França, Itália, além de alguns aviões produzidos no Brasil em caráter experimental e alguns seriados. A Segunda Guerra Mundial será o marco divisor para a modernização e a tentativa de implantação de uma indústria aeronáutica local. Com a entrada dos Estados Unidos na guerra, em 1941 e o Brasil em 1942, e a importância da costa brasileira - no norte do país - para o esforço de guerra dos aliados, onde diversas bases americanas foram construídas, a FAB passa a receber modernos aviões para as mais variadas funções, como caças, bombardeiros, patrulha, etc. Este é sem dúvida o seu momento de consolidação e glória, formando nos Estados Unidos diversos pilotos que serão os multiplicadores no seu crescimento e culminado com a participação do 1º Grupo de Aviação de Caça e a 1ª Esquadrilha de Ligação e Observação no teatro de operações europeu onde participou na Campanha da Itália em 1944 e 1945, único país da América do Sul. Vale lembrar que o México participou com um Grupo de Aviação no teatro do Pacífico ao lado dos americanos. Outro fator importante foi a sua participação na Campanha do Atlântico Sul ao longo da costa brasileira, chegando inclusive a afundar submarinos do eixo, a partir de 1942. Com o fim da guerra, e a grande fartura de material aeronáutico excedente, a FAB passa a receber grande quantidade dos Estados Unidos, o que de certa forma gera o fim da indústria aeronáutica no Brasil, ficando mais cômodo e barato importar do que fabricar. Comemora-se em 20 de Janeiro de 2017 os 76 anos de criação do ministério da aeronáutica em 20 de Janeiro de 1941.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

BANDEIRA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL


Hino dos Aviadores Brasileiros e da Força Aérea Brasileira.


Hino dos Aviadores Brasileiros e da Força Aérea Brasileira.

Herói Nacional o Marechal do Ar Eduardo Gomes


Herói Nacional o Marechal do Ar Eduardo Gomes

FABTV - FAB na História - Década de 40


Conhecer o passado para compreender o presente. O FAB na História vai contar os fatos que marcaram e moldaram a Força Aérea Brasileira. No primeiro programa falaremos sobre a criação do Ministério da Aeronáutica, das aventuras do Correio Aéreo Nacional e dos heróis da Segunda Guerra mundial.

ALGUNS DOS CRIADORES DO MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA NO BRASIL


Vemos abaixo os Heróis nacionais e constituirão o Ministério da Aeronáutica por ordem hierárquica. Primeiro Ministro da Aeronáutica, Doutor Joaquim Pedro Salgado Filho, Coronel Aviador Vasco Alves Secco , Major Aviador, Godofredo Vidal , 1 Sargento Rádio telegrafista Jayme Janeiro Rodrigues.

Comemora-se em 20 de Janeiro de 2017 os 76 anos de criação do ministério da aeronáutica em 20 de Janeiro de 1941.


Em 20 de janeiro de 1941 o Brasil atravessava um momento histórico: era criado o Ministério da Aeronáutica, órgão que tinha como objetivo alavancar o crescimento da aviação civil e militar, e o seu braço armado, a Força Aérea Brasileira (FAB). “O futuro do Comando da Aeronáutica não pode prescindir do culto ao passado, reverenciando os idealistas e os visionários que, trilhando um instigante caminho, promoveram a evolução aeronáutica no Brasil, conduzindo-nos ao cenário que hoje vivenciamos”, diz o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, em pronunciamento sobre a criação do Ministério da Aeronáutica. O contexto da criação do Ministério era bastante peculiar: o mundo assistia à Segunda Guerra Mundial e a aviação se revelava como uma importante ferramenta para a defesa das nações. Além disso, os aviões também se apesentavam como um promissor e revolucionário meio de transporte. No Brasil, a indústria, porém, ainda engatinhava: faltava pilotos, aeronaves, normas reguladoras e de segurança. Enfim, ainda não existia uma pensamento voltado ao desenvolvimento da aviação no país. Após a criação do Ministério da Aeronáutica, inicialmente comandada pelo Doutor Joaquim Pedro Salgado Filho, o setor de aviação brasileiro passou por um momento de expansão: criou-se uma campanha para construção de aviões; cursos de formação de pilotos civis foram implantados; houve a regulamentação de normas para o setor aéreo no país; firmou acordos com países como Estados Unidos, Dinamarca e Suíça sobre transportes aéreos e o Correio Aéreo Militar, antes realizado pelo Exército, no interior, e pela Marinha, no litoral, foi transformado no Correio Aéreo Nacional. A criação do Ministério da Aeronáutica e as Forças Aéreas Nacionais, com a fusão do Corpo de Aviação da Marinha e a Arma de Aeronáutica do Exército, ocorreu em 20 de janeiro de 1941. Quatro meses mais tarde. em 22 de maio de 1941, as Forças Aéreas Nacionais passam a denominar-se FORÇA AÉREA BRASILEIRA (FAB). Inicialmente seu acervo foi constituído pelo equipamentos existentes nas duas armas aéreas, Marinha e Exército, composto de uma variada gama de aviões procedentes de diversos países, como Estados Unidos, Inglaterra, França, Itália, além de alguns aviões produzidos no Brasil em caráter experimental e alguns seriados. A Segunda Guerra Mundial será o marco divisor para a modernização e a tentativa de implantação de uma indústria aeronáutica local. Com a entrada dos Estados Unidos na guerra, em 1941 e o Brasil em 1942, e a importância da costa brasileira - no norte do país - para o esforço de guerra dos aliados, onde diversas bases americanas foram construídas, a FAB passa a receber modernos aviões para as mais variadas funções, como caças, bombardeiros, patrulha, etc. Este é sem dúvida o seu momento de consolidação e glória, formando nos Estados Unidos diversos pilotos que serão os multiplicadores no seu crescimento e culminado com a participação do 1º Grupo de Aviação de Caça e a 1ª Esquadrilha de Ligação e Observação no teatro de operações europeu onde participou na Campanha da Itália em 1944 e 1945, único país da América do Sul. Vale lembrar que o México participou com um Grupo de Aviação no teatro do Pacífico ao lado dos americanos. Outro fator importante foi a sua participação na Campanha do Atlântico Sul ao longo da costa brasileira, chegando inclusive a afundar submarinos do eixo, a partir de 1942. Com o fim da guerra, e a grande fartura de material aeronáutico excedente, a FAB passa a receber grande quantidade dos Estados Unidos, o que de certa forma gera o fim da indústria aeronáutica no Brasil, ficando mais cômodo e barato importar do que fabricar. Comemora-se em 20 de Janeiro de 2017 os 76 anos de criação do ministério da aeronáutica em 20 de Janeiro de 1941.