segunda-feira, 5 de julho de 2010

ESTOURA A REVOLUÇÃO EM SÃO PAULO

09 de Julho. A capital do estado de São Paulo amanheceu hoje em estado de grande euforia. Os paulistas,depois de não atendidos seus pedidos de imediata constitucionalização do país ,resolveram pegar em armas para forçar o governo federal a aceitar sua reivindicação .
Apoiados pelo povo paulista,a elite dirigente e os chefes militares tomaram essa atitude drástica baseados em vários motivos: as constantes interferências de “tenentes” na politica interna de São Paulo,a negativa do governo federal em dotar São Paulo de um governador civil e paulista ,e os constanteschoques armados entre a mocidade paulista e os representantes do governo federal – um deles acabou vitimado em 23 de maio o estudante Martins,Miragaia,Dráusio e Camargo,dando origem à associação popular MMDC.
Em comunicado assinado por Francisco Morato,general IsidoroDias Lopes,general Bertoldo Klinger e Pedro de Toledo ,a Junta Revolucionária declarou estado de guerra contra o governo provisório de Getúlio Vargas. As operações militares estão em andamento ,com o apoio das forças federais acantonadas nos quartéis de Quitaúna. Os comandantes militares acreditamque terão o controle do Estado ainda hoje. A Juventude paulista já faz filas nos postos de alistamento.

São Paulo – rende-se ao governo Vargas.
02 de Outubro. O governador de São Paulo,Pedro de Toledo,comunicou ao povo paulista que renunciou ao cargo,assumindo a derrota do movimento revolucionário constitucionalista, iniciado em 9 de Julho .Pedro de Toledo afirmou que o movimento não foi derrotado em sua idéia central,que “há de expandir-se,certamente ,por não ser possível que um povo como o nosso persista”. A evidente superioridade numérica e militar das tropas legalistas do governo federal não permitiu a vitória paulista. A derrota começou a ficar clara quando São Paulo não recebeu os prometidos reforços militares de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul.


9 de Julho de 2010 d.c. = 78 anos Passados. "" 1932 x 2010 78 anos ""

A Lembrança faz com que sejamos cada vez mais críticos em nossas observações.

Autor Responsável:
Prof.William Chahud

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui registrado seu comentário: